A MELANCOLIA - MOMENTO ESPÍRITA - PORTAL ESPÍRITA E FILOSÓFICO SAUDADE E ADEUS
Saudade e Adeus - Tatiana Madjarof Bussamra - Página Inicial

 

 Saudade e Adeus

 

A Melancolia

 

 

 Dentre os vários problemas com que se debate a Humanidade, está a melancolia.

A melancolia é um estado d'alma de difícil definição, porque se manifesta nas profundezas do sentimento.

Sabemos que não nos encontramos pela primeira vez na Terra. Já vivemos aqui em outras épocas, em outros países, na companhia de outras pessoas.

Viajores que somos da Eternidade, trazemos em nós as marcas das experiências vividas nas várias existências.

Hoje estamos na Terra novamente, num corpo diferente, talvez nesse país por primeira vez, numa situação social diversa da vivida em outras épocas.

Assim sendo, vez que outra nos deparamos com situações que tocam pontos guardados nos porões da nossa alma, e sentimos uma saudade de algo que não sabemos o que é.

Ou, ainda, sentimos uma vaga tristeza, uma depressão injustificável.

Fatos, situações, pessoas, música, perfume são indutores dessas incursões inconscientes no passado e, conforme tenha sido a experiência, será o sentimento.

Se o registro é de uma experiência feliz, nos sentiremos bem. Se, ao contrário, foram experiências malfadadas, teremos o sentimento correspondente.

Existem pessoas que, quando se deparam com o tempo nublado, frio e cinzento, sentem-se deprimidas.

Outras, o tempo chuvoso as faz sentirem-se muito bem.

Outras, ainda, quando ouvem uma música, sentem-se transportadas imediatamente de um estado d'alma a outro completamente inverso.

Por vezes, pessoas do nosso relacionamento nos dizem alguma coisa que nos deixa tristes, melancólicos, sem que exista motivo para tanto. Mas o problema não está no que dizem, e sim em como dizem.

Quando nos percebermos mergulhados em melancolia, devemos fazer esforços para mudar o clima psíquico, através da leitura edificante de uma prece, da companhia de alguém que nos ajude a sair dela.

Jamais deveremos dar asas a esse tipo de sentimento, para que não mergulhemos nele ainda mais, a ponto de perdermos o controle da situação.

Nos momentos de depressão, quando inconscientemente mergulhamos no passado, Espíritos infelizes ou antigos comparsas podem tentar nos envolver nas mesmas teias dos equívocos por nós cometidos anteriormente, levando-nos a estados de difícil retorno.

Por essa razão é que não devemos nos entregar aos braços da melancolia ou da depressão.

É imperioso que façamos esforços, que busquemos com muita vontade mesmo, mudar nosso clima mental, buscando a sintonia com nossos Benfeitores Espirituais, que sempre nos amparam e auxiliam em todos os momentos da nossa existência.

Agindo assim, guardemos a certeza que logo mais, num amanhã feliz, saberemos o quanto valeu a pena passarmos por essas situações com coragem e dignidade, porque, então, nos aguardarão de braços abertos, os afetos dos quais tanta saudade sentimos. 

Expulse a melancolia da sua alma fazendo luz íntima. Acenda a lâmpada do Evangelho na sua mente.

 
Redação do Momento Espírita.
Disponível no CD Momento Espírita, v. 1, ed. Fep.
Em 11.01.2010.
 

   

 
  Anterior Retornar Para Mensagens

Próxima

 
 

Digite Aqui o Que Você Procura

 

SIGA O SAUDADE E ADEUS NO TWITTER

Siga o Saudade e Adeus no Twitter

 
 

 

 

A caixa de comentários do IntenseDebate só poderá ser visualizada corretamente se você estiver usando os navegadores Firefox Mozilla ou Google Chrome.

 

Jackie Freitas - Fênix - Mulheres Que Renascem - 09/06/2010 - 19:09 h.

Olá querida Rosana!
A melancolia realmente nos remete à algo que desconhecemos mas que sabemos intuitivamente que está ou já fez parte de nós! Eu tenho comigo que são pequenos flashs de resgates passados... Não sei também identificar a sua origem ou razão, mas acredito que tenha alguma finalidade. Procuro rezar...acho que isso me traz paz de espírito.
Grande beijo,
Jackie.


Fernandez - Orsty - 09/06/2010 - 19:24 h.

Olá Rosana!
Falaste tudo amiga. Não podemos (nem devemos) nos entregar a melancolia ou a depressão. Uma fórmula que acho mágica quando estamos com sentimentos ruins é procurar amigos que levantam nosso astral. Pessoas queridas que querem nosso bem. :-)
Gostei da reflexão amiga.
Beijos, Fernandez.


Madresgate - Poesias & Fatos - 09/06/2010 - 20:24 h.

"Menina"

Confesso que conferir este texto algo mudou neste momento, pude agora perceber o quanto é precioso estar em um estado de espírito saudável, não podemos deixar nos abater com pensamentos que nos aprofundam em sentimentos depreciáveis, o que fatalmente nos levara a tão falada "melancolia e depressão".
Estarmos sempre atentos para situações como esta é uma vantagem, assim poderemos colocar as coisas em ordem e seguir em frente.
Devemos deixar o desconhecido da alma aflorar naturalmente e assim poder filtrar o momento bom do ruim.
Parabéns pelo texto.

Um forte abraço.
Mad.


Roniel A. Julio - Blog do Roni - 09/06/2010 - 21:42 h.

Amiga Rosana, a melancolia é um sentimento angustiante, e que leva muitas pessoas a um estado de depressão. Por isso eu acredito que devemos sempre olhar para o alto e agradecermos a Deus por nos guiar e nos proteger sempre, e que em nenhum momento nos permita entrar nesse estado melancólico. Abraços. Roniel.


Diego - Ultrapassando Barreiras - 09/06/2010 - 22:10 h.

Rô,
Pessoas melancólicas é até contagioso, sabia?
Fique perto de alguém assim por 5 minutos pra você ver o desanimo pesar nos seus ombros.

Bjs.


Lilian Candello Salvadori - Blog da Vovó Lili - 09/06/2010 - 22:26 h.

Olá querida amiga Rô,

Magnífica a mensagem que publicou.

É bem verdade que as tristezas levam a pessoa à melancolia, à depressão, mas como diz no final de sua mensagem: "Expulse a melancolia da sua alma fazendo luz íntima. Acenda a lâmpada do Evangelho na sua mente", a luz do Evangelho revigora a alma e floresce-a para a vida.

A Bíblia diz que as tristezas do justo levam à vida, ao contrário das tristezas dos ímpios e malfeitores, que levam à morte.

Deus poupa seus filhos de muitas tristezas, ou seja, das tristezas sem qualquer esperança de graça.
Chegará o dia em que a melancolia terá fim (Isaías 60: 20) e aguardaremos com ansiedade novo céus e nova terra, onde o pranto se transformará em regozijo, e o consolo, em alegria.

Isaías 60: 20:- "Nunca mais se porá o teu sol, nem a tua lua minguará, porque o Senhor será a tua luz perpétua, e os dias do teu luto findarão."

Parabéns pelo post.
Beijos amada.
A paz do Senhor!
Carinhoso e fraterno abraço,
Lilian.


Guilherme Rettriever - 09/06/2010 - 22:33 h.

Olá Rosana!

Eu não gosto quando estou melancólico, sempre faço algo para sair deste estado horrível. Eu sempre procuro algo que me alegra.

Como sempre, maravilhosos textos.

Abraços.


Sissym - Blog Zoom - Idéias da Fada Sem Fim - 10/06/2010 - 12:24 h.

É uma tristeza vaga, indefinida. Eu já senti isso, ela dói lá dentro, parece uma doença, que quando se cura, foi apenas melancolia, quando não, pode ser depressão.


Joselito - Taxi Driver - 10/06/2010 - 13:03 h.

Os espíritas acreditam em vidas passadas, outros acreditam em vidas paralelas, afinal o tempo assim como o espaço nem sempre é linear..., então, quem sabe onde estivemos realmente e o que já fizemos... Um dia ainda saberemos.


Beth Muniz - Travessia - 10/06/2010 - 22:53 h.

"Por essa razão é que não devemos nos entregar aos braços da melancolia ou da depressão".
Tento, tento e tento, não me entregar a este sentimento. Quase sempre consigo. Não antes de conversar com Deus e pedir forças. Afinal, sou humana...
Muito bom Rosana. Um lenitivo para a alma.
Beijão e paz para os nossos corações.


Silvana Marmo - Coordenadores Pedagógicos na Rede - 11/06/2010 - 23:30 h.

Olá querida Rosana,
Como é bom tê-la de volta.
A melancolia sempre se manifesta nas profundezas de nosso íntimo e de nossos sentimentos.
Reajamos pois, diante dessas tristezas inexplicáveis e estados de abatimentos íntimo que não percebemos e que nos direcionam a processos depressivos dolorosos.
Esforcemo-nos para mudar nosso clima mental, através de uma boa leitura, da prece e principalmente do policiamento de nossas atitudes.
Meu carinho.


Lison Costa - Lison Online - 14/06/2010 - 20:09 h.

Saudações!
Amiga ROSANA, terminei de ler a mensagem, por sinal, eu acho que verdadeiramente é um bálsamo para alma, é motivo especial para revigorar o espírito dada a tantas perturbações a que estamos expostos e, por conseguinte, geralmente somos remetidos aos portais da melancolia...Uma mensagem absoltamente sublime e fantástica, demorei a responder porque fiquei ouvindo-a por longos minutos!
Parabéns por mais um post de qualidade!
Abraços,
LISON.


           


Elaborado e Idealizado por Rosana Madjarof - Todos os Direitos Reservados - Política de Privacidade